Herança :)

Neném Gioia curtindo o sling que herdou da irmã mais velha <3
Um dos primeiros slings que fiz…
Obrigada, Táta Dantas!

Anúncios

Sling: quando usar?

Sentado/a no computador…

Lavando louça…

Arrumando a casa… O movimento em geral faz o bebê dormir.

Estendendo roupas…

Quando foi comer em um restaurante. Tomando sempre cuidado com alimentos quentes. Mas é uma boa maneira de fazer uma refeição sem se preocupar se o bebê vai acordar ou não…

Para ir à feira ou supermercado, mesmo que você leve o carrinho de bebê para trazer as compras. Assim você não precisa se preocupar em olhar seu bebê o tempo todo. Qual mãe consegue fazer compras com tranquilidade com o bebê no carrinho?

Para ir ao cinema…

Para ir a festas na casa de amigos onde o ambiente é descontraído mas deixar o bebê num quarto estranho sozinho não seria tranquilo para os pais. Com o sling eles podem manter o bebê próximo e ainda conversar, dançar e se divertir…

Para ir a festas imperdíveis mesmo com um bebê de poucas semanas tipo o casamento de um primo ou o aniversário de 70 anos de seu sogro. O bebê no sling poderá ter acesso irrestrito ao peito e a mãe pode amamentá-lo com discrição…

Para ir a palestras ou cursos imperdíveis. Um bebê pequeno num sling, provavelmente, não incomodaria ninguém. Tudo que ele precisa está ali: peito – mãe – colo. A logística de deixar um bebê pequeno em casa, com quem deixar, retirar o leite é sem dúvida muito mais trabalhoso…

Quando for visitar os amigos. É muito mais confortável chegar na casa de amigos com o sling do que com um carrinho de bebê, que às vezes nem cabe nos espaços de hoje. Além do mais, você pode amamentar discretamente sem ter que sair da sala. O que sempre causa uma sensação de alienação. A vida continua depois que seu bebê nasce!

Andando na rua especialmente com outra criança. Com o bebê no sling você garante a segurança do mais velho e ainda tem uma mão livre para abrir a porta do carro (por exemplo).

Passeando no parque com o bebê no sling, nas trilhas sob as árvores e não só nos caminhos asfaltados onde é mais viável levar um carrinho de bebê. Tarefas antes feitas de carro (stress da vida moderna) podem ser ótimas desculpas para sair de casa com o bebê no sling dando a ambos mãe/pai e bebê uma chance para se distraírem e descarregarem as energias. E o carrinho de bebê? Dificilmente você consegue passar pelas calçadas quebradas sem ter que desviar para a rua. Deixe-o em casa.

Para andar de ônibus ou metrô na cidade como o sling não tem igual. Suas mãos ficam livres para pagar, carregar compras ou até um carrinho de bebê tipo guarda-chuva e, acima de tudo, se equilibrar dentro do ônibus/metrô.

Dicas bacanas daqui.

Veja também: praticando exercícios com um sling :)